Eu queria que soubesse que o meu coração é inteirinho seu, mas eu não tenho coragem de te dizer, não desse jeito: “toma, pega pra você, cuida!” eu sou covarde demais pra chegar assim. Eu preciso sentir que você está tão introduzido nisso quanto eu, preciso de certeza, e eu não a tenho. Eu não sou nada autoconfiante, não acredito muito que tenho capacidade de cativar alguém, principalmente alguém como você: tão diferente. Eu sei, eu sei: é comigo que você tem gastado os seus dias, o seu esforço, a sua paciência, o seu melhor. Mas tenta me entender, eu sou insegura, eu preciso que todos os dias você me lembre, diga, grite: “eu sou seu, amorzinho!” Só assim, só assim. De outro jeito não vai. Porque muita gente disse num dia que era meu, e no outro já não era mais. Eu sei que você não é como a maioria, mas eu ainda sou eu: a que foi deixada, machucada, quebrada. As lembranças dos adeuses mal dados ainda estão frescas em minha memória. Todos os dias eu me preparo pra te ver me dando adeus, mas você sempre me surpreende dando apenas um tchauzinho e voltando no outro dia. Eu sei que isso já devia ser o bastante pra acreditar que somos nosso e que nada nos tira de nós. Mas não é, e eu espero que você me entenda. Tá sendo difícil pra mim, tenho vivido uma confusão louca aqui dentro desde que você chegou. Você me arruma, mas quando você não tá, eu piro, eu enlouqueço, e bagunço tudo pela milésima vez. E você volta, arruma tudo de novo e de novo, e me escuta como se me entendesse, se esforça pra me entender, mesmo quando nem eu mesma consigo, e garante que vai continuar aqui. E eu me esforço pra acreditar, mas você tem que ir, e o sol também, e o amanhã tem que chegar, e eu me escondo debaixo dos cobertores, temendo o monstro que o futuro tem sido pra mim. Desde que você chegou, eu sempre vou dormir pensando em como tudo é tão inconstante, e em como nós somos vulneráveis, e implorando a Deus: “por favor, faz ele voltar!” Espero que Ele continue me atendendo, porque eu não quero viver sem você, eu não quero.
Contextualizar  (via alentador)
Eu espero que você encontre uma daquelas meninas bem cretinas. Dessas que te coloque apelidos fofos e no mesmo dia, esteja chamando outros da mesma forma. Que lhe deseje “boa noite” tendo uma noite maravilhosa com o vizinho gostosão. Que lhe diga a cada 5 segundos que te ama, mas que não faça nada pra demonstrar isso. Sabe, é de uma menina assim que você precisa. Você merece ir atrás dessa vadia escrota, merece correr atrás dela, fazendo mil juras de amor e ela nem se importar com você. Sabe porque eu estou te desejando isso? Porque quando você encontrar uma guria assim, você vai lembrar da besta aqui. Pois foi eu quem te ajudou a levantar quando caístes, foi eu quem enxugou as suas lágrimas, foi eu quem ligava todos os dias e sempre fazia a mesma pergunta: “Como foi o seu dia meu amor?” Você vai querer voltar pra quem te amou de verdade, do jeito mais sincero que existe. Você vai procurar em tudo que é canto o meu numero, e não vai achar. Vai perguntar pros teus amigos, se eles ainda lembram de mim, vai perder o sono pensando em mim, e no quanto poderia está sendo feliz agora. Você vai procurar o meu novo endereço, nas redes sociais, e vai atrás de mim com o “rabo entre as pernas” dizer que está com saudades. E tentar ter de volta, o que você acha que sempre foi ou era teu. Mas sabe, quando você resolver bater na minha porta, será outro que vai atender. Ele vai estar de toalha te olhando nos olhos perguntando quem é você. E eu estarei rindo da sua cara, dizendo: “Poderia ser você aqui comigo, mas quer saber foda-se, eu não me importo mais contigo.”
O Diário de Sofi.   (via expurgar)
Eu me sinto uma estrela com 100 milhões de anos que começa a desaparecer no céu conforme a morte vai lhe sugando a luz. Eu sou uma partícula luminosa que se arrasta pelo universo procurando em vão por outra partícula luminosa que se sinta tão esgotada quando eu. Dizem que se o interior de uma estrela for três vezes maior que o do Sol, ela estará fadada a se tornar um enorme buraco negro que irá devorar tudo ao seu redor. Eu tenho medo de me tornar assim. Alguns sintomas já podem ser visto crescendo sobre a minha pele. Porque sabe, eu não sei lidar com o pouco que os outros têm a oferecer. Eu não sei ser pequena enquanto eles se tornam os donos do mundo com o que eu dei a eles. Eu não sei viver com o seu quase amor, com a metade do que você é feito só pra que assim você se sinta inteiro. Eu não aceito que você deposite em mim apenas o suficiente para te fazer ter um viver momentâneo. Porque uma hora você se cansa e leva o que deixou fazendo com que eu fiquei com menos da metade do que eu era. Levando partes minhas que nem era suas, mas que não queriam existir em mim sem a tua presença. Eu tenho devora as pessoas. Devora o interior delas, no intuito de fazê-las sentir a minha presença em seus corpos. Entretanto, percebi que a minha presença não é algo que mereça cuidado. Eles não se importam que eu fique dentro deles, desde que eu não fique me movimentando e exigindo um pouco de ternura, carinho, amor. Quando isso acontece, eles me colocam pra fora. Eu tento ficar quietinho. Eu tento não fazer nenhum barulho. Mas tem vezes que eu me sinto tão sozinho. E é um lugar tão imenso, que eu fico com medo de ser esquecido. Daí eu faço uma pequena agitação, só pra eles perceberem que eu tô vivinho da silva e que posso ser útil. Que eu tenho muito a oferecer. Que eu tô bem aqui e que pode aparecer a qualquer hora. Eu vou sempre estar por perto. Eu tenho um monte de coisas pra lhe mostrar. Dentro de mim cabe o que você quiser ser. Mas você, eles, o resto do mundo, nunca demonstram curiosidade em conhecer. Às vezes eu consigo ignorar. E fico todo orgulho que sei ser igual a todo mundo que não faz questão de saber quem você é. E sinto que se eles conseguem viver assim, porque eu não? Mas a gente se esquece, principalmente pessoas que são tão imensas quanto eu, que não dá gente deixar de lado o que somos. Que não podemos abandonar o nosso interior e fazer o que as pessoas fizeram com a gente e fazem umas com as outras. Eu fico muito triste nessas horas, assim com vontade de me dissolver em prantos quando alguém me deixa viver em seu peito, mas não aparece pra viver no meu. É como se esse alguém quisesse me dizer que tudo bem eu sentir isso, mas que não é pra sempre. Que há outras pessoas. Que há outras vontades. Outros amores. Que eu sou apenas isso: uma estrela que você olha enquanto seus sonhos ainda são alcançáveis, mas que quando eles fogem da sua percepção, você olha pra outra estrela que possa fazê-las revivê-los. Parece que é só assim que eu posso ser, suficiente para os outros enquanto os convêm. Eu não sei por que não paro de brilhar contra suas janelas trancadas. E pego carona na rajada que o universo vez ou outra oferece. Talvez seja pelo fato que o pouco que eles me dão, seja muito no meu mundo. Se você aparecer um dia dizendo que sentiu minha falta, isso já é motivo suficiente para eu sentir sua falta a cada segundo dos próximos dias, mesmo que você não apareça mais. Porque eu sou o extremo. Eu sou, como dizem? Infinito. Eu sempre serei tudo por você, mesmo que a minha luz não atrai mais a sua atenção. Até o dia em que eu desaparecer do céu.
Kehl, Luisa.    (via alentador)
Eu te amo, porque mesmo distante, você se faz presente toda hora na minha vida. Eu te amo, porque de tão diferentes, nós acabamos nos tornando iguais. Eu te amo, porque você briga comigo e me ignora as vezes. Eu te amo, porque você acha fofo quando eu fico com ciúmes, por mais que eu odeie. é. Eu te amo, porque você faz planos de um futuro comigo. Eu te amo, porque você me faz sentir a pessoa mais frágil e mais protegida desse mundo, ao mesmo tempo. Eu te amo, porque você me ensina a ser uma pessoa melhor. Eu te amo, porque com você nunca me sinto só. Eu te amo, porque você me faz ver a vida com outros olhos. Eu te amo, porque apesar de tudo, você não desiste de mim. Eu te amo, porque você me faz me sentir única. Eu te amo, porque você me irrita as vezes. Eu te amo, porque você cuida de mim. Eu te amo, porque você é o único que consegue me arrancar um sorriso quando a vida me deixa pra baixo. Eu te amo, porque você tem o sorriso mais lindo do mundo. Eu te amo, porque você me conhece como ninguém jamais conhece. Eu te amo, porque você me perdoa, mesmo quando eu cometo os piores erros. Eu te amo, porque você me faz a pessoa mais feliz desse mundo. Eu te amo, porque você confia em mim. Eu te amo, porque você é a minha vida. Eu te amo, porque é você que eu desejo encontrar todas as noites em meus sonhos. Eu te amo, porque você me enche de elogios que eu não acho que mereço. Eu te amo, porque você tem defeitos, assim como eu, mas me faz amar todos eles. Eu te amo, porque você me faz esquecer o orgulho. Eu te amo, porque eu leio e releio as suas mensagens que tenho no meu celular. Eu te amo, porque mesmo sem estar com você fisicamente a toda hora, sinto cada pedaço seu junto a mim. Eu te amo, porque já não consigo viver sem você vivendo em mim. Eu te amo, porque quando não te dou atenção, você vem me pedir carinho. Eu te amo, porque você me faz esquecer qualquer problema. Eu te amo, porque quando estou triste, você vem me confortar. Eu te amo, porque nós erramos e aprendemos um com o outro. Eu te amo, porque você tem paciência comigo. Eu te amo, porque você me encanta até nos mínimos detalhes. Eu te amo, porque sua voz me acalma e me deixa nervosa, ao mesmo tempo. Eu te amo, porque você divide comigo os seus problemas. Eu te amo, porque você aguenta as minha besteiras e mesmo assim diz que me ama. Eu te amo, porque as vezes eu te odeio. Eu te amo, porque você se preocupa comigo toda hora. Eu te amo, porque você faz com que eu me sinta uma criança de colo e ao mesmo tempo, grande o suficiente. Eu te amo, porque ninguém no mundo me faz tão bem como você me faz. Eu te amo, pelo que você fala, e pelos teus silêncios que as vezes me destroem. Eu te amo, por nenhum motivo e por tantos ao mesmo tempo. Eu te amo, porque você me quebra em vários pedaços e junta em questão de segundos. Eu te amo, porque você fica bobo as vezes, e eu amo ver você assim. Eu te amo, porque você mudou o meu medo de infância. O que antes era o medo do escuro, agora é o medo de te perder. Eu te amo, porque você é a razão para eu estar aqui. Eu te amo, porque você me faz sonhar acordada. Eu te amo, porque você é o meu porto seguro. Eu te amo, porque você é o homem da minha vida.
Eu te amo, porque eu te amo, e é assim que vai ser pra sempre. (via alentador)
Quando te beijei pela primeira vez, aquele vazio que ocupava meu peito se foi. Você o tomou por completo, tocando meu coração e tomando-o para si. Aquela foi umas das melhores sensações das quais tive o prazer de ter. Eu me sento seguro ao seu lado, arriscando até caminhar de olhos fechados, apenas segurando sua mão. Você tem o domínio sobre meus sentimentos. Você é o veneno e o antídoto. Só você. Você é aquele alguém que não sai de meus pensamentos, nem dos meus sonhos. Como alguém em tão pouco tempo pode fazer com que, me sinta completo? Se isso não for amor eu não sei mais o que é. E porque eu te quero perto? Você é inspiração de minhas palavras, você é a garota que mudou meus dias… Para melhor. <3 <3 <3
O Transformador De Textos
Não desejo mal nem pro pior inimigo,
mas aprendi a dar valor pra quem importa
e pra quem fecha comigo
engenheira-hawaiana:

Eu gosto de você E gosto de ficar com você

engenheira-hawaiana:

Eu gosto de você
E gosto de ficar com você

E o que me resta é escrever. Não consigo expressar o que eu sinto por você, tento, mais nunca consigo. Eu queria que você soubesse o quanto me faz bem, o quanto sua voz me acalma, o quanto seu olhar me faz viajar. É estranho, chegar perto de você e as palavras sumirem, e quando você sai elas se encontram nesse pequeno rabisco de sentimentos. Então acabo dizendo tudo que queria falar olhando nos teus olhos, nesses textos.
Revejo and Expugar. (via verdadesdecalcinha)